terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Era apenas, um galho.

Era apenas, um galho. Uma planta tenra e frágil... um pê de rosas, que precisava de tratamento especial para sua própria sobrevivência. O tempo passou. O trabalho foi pesado e dedicado. Tudo isso, para trazer de volta, o perfume e a vida completa desta planta tao rara, que perfuma e protege a natureza. Já bem, no despertar, dessa manha, ao acordar, senti uma rara e impar surpresa tentadora, as folhas ficaram mais verdes e o perfume abrasador e forte, invadiram o jardim, antes triste e sem vida, mais vida e muito mais felicidade. 24.04.2016. Agora, no meu humilde quintal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário